123 Flash Menu Placeholder.
Início
Sobre a Gripe

suinaA
Veja aqui informações sobre a gripe A (suína).

Gripe

O que é gripe

A gripe (influenza) é uma das doenças respiratórias que mais acometem o homem.

Também conhecida como gripe , a influenza é uma infecção do sistema respiratório cuja principal complicação são as pneumonias, que são responsáveis por um grande número de internações hospitalares no País.

Apesar de freqüentemente apresentar a imagem de uma doença benigna, a gripe é uma doença potencialmente grave, que mata milhares de pessoas todos os anos.

 

Virus

A gripe é causada por um vírus específico, chamado vírus influenza: "Myxovirus influenzae".

Este vírus possui a capacidade de mudar constantemente suas características, o que possibilita que um mesmo indivíduo tenha vários episódios de gripe durante a vida.

Por causa das mutações e da rápida disseminação da doença, as epidemias e pandemias são uma característica importante da gripe.

 

 

termometroSaiba Mais : O vírus influenza

Desconhece-se a data do aparecimento do vírus influenza , embora a gripe seja considerada uma das mais antigas doenças da humanidade. Em 412 a .C., foi descrita uma epidemia de tosse seguida por pneumonia na Grécia – podendo ser o influenza um dos prováveis causadores. Duzentos anos depois, houve uma doença infecciosa que atingiu o exército romano.
Desde então, várias epidemias envolvendo o aparelho respiratório foram registradas, mas somente a partir do século XVIII é que o número de infectados passou a ser contabilizado.

A primeira epidemia de gripe ocorreu em 1889 e 300 mil pessoas morreram, principalmente idosos, em decorrência de complicações, como pneumonia bacteriana secundária. Em 1918, a epidemia conhecida como Gripe Espanhola acometeu cerca de 50% da população mundial e vitimou mais de 40 milhões de pessoas. No Brasil, cerca de 65% da população foi infectada e por volta de 35.240 pessoas morreram.

A gripe asiática, em 1957, se espalhou pelo mundo em seis meses e matou cerca de um milhão de pessoas. A gripe de Hong Kong, em 1968, são as mais recentes e de maior repercussão epidemias relatadas, juntamente com a gripe aviária. Em 2003, um surto da gripe aviária na Ásia levou as autoridades a ordenarem o sacrifício de dezenas de milhões de aves de criação. De lá pra cá a doença atingiu 121 pessoas e matou 62 naquele continente.

O vírus influenza é agrupado em três tipos: A, B e C, sendo que os do tipo A e B são os que mais causam infecções em humanos.
A principal característica desses vírus influenza é que eles são capazes de se modificar constantemente (chamadas mutações).
Além disso, o tipo A pode ser subdividido. O vírus da gripe aviária, por exemplo, é do tipo A, subtipo H5N1, sendo que o “H” significa hemaglutinina e o “N”, neuraminidase.1 Trata-se de duas proteínas existentes na superfície do vírus. A primeira se liga às células humanas, permitindo a entrada do vírus para multiplicação, e a segunda permite a liberação dos novos vírus para infectar outras células.

Pandemia
Epidemia de gripe de 1918

Conforme a Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, os vírus influenza são os únicos capazes de causar epidemias anuais recorrentes (voltam depois de ter desaparecido) e, com menor freqüência, pandemias, atingindo todas as faixas etárias num curto espaço de tempo.

Em razão dos prejuízos e da quantidade de mortes que uma pandemia de gripe pode causar, é importante monitorar o vírus continuamente, a fim de identificar as mudanças por ele sofridas. Desta forma, torna-se possível produzir vacinas adequadas (para o caso da gripe sazonal) e preparar as nações para uma pandemia.

Fontes: Ministério da Saúde,
Toniolo JN. A história da gripe – a influenza em todos os tempos e agora. 1ª edição. São Paulo: Dezembro Editorial, 2001:77 - saude.hsw.uol.com.br/gripe.htm

 

Contato